COMENTÁRIO 

DA PENA AO BIODIESEL.


   



Retirado do site PRODUÇÃO DE BIODIESEL 

escrito por Virgínia Maria de Araújo

05/10/2011

O estudo mostra que a quantidade de farinha que a indústria avícola produz, anualmente, é suficiente para gerar 580 milhões de litros de biodiesel



A cada ano são acumulados 5 bilhões de quilos de resíduos de aves, as penas são um subproduto da indústria avícola. Elas são comumente usadas na produção de ração animal, devido ao seu alto teor proteico ou transformadas em fertilizante, em função da concentração de hidrogênio.
Em Reno (EUA), pesquisadores da Universidade de Nevada, produziram um combustível biodiesel a partir das penas de galinha. Foi demostrado que é possível obter entre 7% e 11% de biodiesel da gordura das penas através de fervura e processos químicos específicos.

É possível obter entre 7% e 11% de biodiesel da gordura das penas de frango através de fervura e processos químicos específicos.

O estudo mostra que a quantidade de farinha que a indústria avícola produz, anualmente, é suficiente para gerar 580 milhões de litros de biodiesel nos EUA e 2,2 bilhões de litros no mundo. O biocombustível já é usado no Paraná e na Bahia, devido a grande produção de frangos, já existe uma mobilidade no transporte público movido à pena de galinha, o que fortalece a economia rural e ajuda a diminuir o nível de poluentes no ar.

4 comentários:

Diogo Fernandes disse...

jogue a condessa real para fazer biodiesel das penas engorduradas dela... XD

Sistema Acadêmico de Biologia disse...

KKK! BOA DIOGO! SEM CONTAR QUE ELA ESTA NA FOTO xD PARTICIPAÇÃO ESPECIAL NO DVD DA GALINHA PINTADINHA HAHA!

Condessa Real disse...

Penas engorduradas!! haha coitado, só se for a galinha do teu terreiro Diego. Minhas penas são mais limpas que bundinha de nenê, hahahaha

Condessa Real disse...

Diogo*